logo

Programação  >  1ª edição

Quando? 10 a 16 de outubro de 2011
Onde? Teatro Espanca! R. Aarão Reis, 542 - Centro (31) 3657 7348

10 Outubro | Segunda

autor1Bruna Carvalho e Thiago Costolli

KRISTOFF SILVA

Kristoff Silva atua como compositor, instrumentista, cantor e professor de teoria musical. Possui um Cd ( Em pé no porto - 2007) e um DVD ( Ao vivo na Casa da Ópera - 2008), além de participar do projeto "A outra cidade", com Makely Ka e Pablo Castro. Como transcritor de partituras ( escritas a partir de gravações) trabalhou no Cancioneiro Elomar e no Livro de Partituras de J. M. Wisnik. Atualmente é professor na Fundação de Educação Artística. / www.kristoffsilva.com.br / www.kristoffsilva.tnb.art.br

autor1Arquivo pessoal

RAFAEL PIMENTA

Apesar de sua formação em engenharia metalúrgica e seu amor pelas artes marciais, Rafael Pimenta nunca deixou de dedilhar seu violão tonante que o acompanha desde seus 15 anos de idade. Hoje Pimenta tem também um Takamine e com ele irá apresentar, na mostra Cantautores. No repertório, oito canções de sua autoria. / www.soundcloud.com/rafaelpimenta / www.pimentarte.blogspot.com.br/

11 Outubro | Terça

autor1Laboratório Filmes

GUSTAVO AMARAL

Lançou seu primeiro álbum solo "Só o Amor Constrói" este ano, com uma banda na qual a marca principal é o axé e a pulsação contagiante. Depois de atuar por anos na cena da música independente, em Belo Horizonte, resolveu encarnar a face artística do cantautor em sua plenitude. Suas apresentações vão de bandas completas, até trios e mesmo solo em formato voz e violão, no qual se permite ter mais liberdade para mostrar composições novas e arranjos mais livres. / www.gustavito.net

autor1Silvana Franco

PABLO CASTRO

Pablo Castro é um dos expoentes da nova cena da música popular feita em Minas, tendo se lançado no disco manifesto A Outra Cidade, ao lado de Makely Ka e Kristoff Silva (2003). Desde então vem desenvolvendo seu trabalho de compositor , com seu parceiro mais frequente , Luis Henrique Garcia , e tocando com a Banda Dos Descontentes, e lançará seu primeiro trabalho solo ainda esse ano. Cantor de personalidade, Pablo compõe desde baladas , sambas, toadas, salsas, até estilos mais universais, roque, pop, reaggae, sempre com distinção melódica e inovação harmônica, enquanto suas letras versam sobre temas universais com um olhar extremamente pessoal. / www.soundcloud.com/pablo_castro/

12 Outubro | Quarta

autor1Anna Lara

THIAGO CORREA

É baixista, produtor musical e compositor. São 15 anos de carreira tocando com diversos artistas e grupos da cena local e nacional como Vander Lee, Patricia Ahmaral, Titane, Ediçao Brasileira, Raquel Coutinho, Berimbrown, Regina Souza, Victor e Leo, Pedro Moraes, Gilvan de Oliveira e Eminence. Thiago é reconhecido pelo seu trabalho com o grupo "Diesel", com quem excursionou fazendo shows por todo o Brasil, inclusive no Rock'n'rio Festival, para mais de 230 mil espectadores, abrindo os shows de "Deftones", "Silverchair" e "Red Hot Chilli Peppers". Além dos mais de 200 shows internacionais, incluindo três turnês pelos EUA em mais de 30 estados, como banda de abertura de Jerry Cantrell (Alice in chains), OTEP, Nuno Bettencourt, dentre outros. Integrante e fundador do grupo "Transmissor", Thiago se prepara para lançar seu primeiro trabalho solo, somente com canções autorais. / www.myspace.com/thiagocorrea / www.transmissor.tv

autor1Daniel Britto

THIAGO SÁ

Thiago Sá tem 27 anos e é compositor desde quando aprendeu o primeiro acorde no violão, ainda na adolescência. Pouco tempo depois, junto com mais dois amigos, fundou o "cLAP!". Banda que se destacou no circuito colegial de Belo Horizonte e na internet, com um repertório de canções autorais dos três integrantes. Atualmente, mesmo se dedicando também à produção de cinema e à gastronomia, áreas onde se graduou, a música e a urgência de compor continuam em primeiro plano em sua vida. Existe uma forte influência das dissonâncias de Lô Borges e do cancioneiro folk norte-americano. Está em fase de produção do seu primeiro trabalho solo previsto para o começo de 2013. / soundcloud.com/thiagosaclap / www.myspace.com/bandaclap

13 Outubro | Quinta

autor1Raquel Versieux

JENNIFER SOUZA

A cantora, instrumentista, compositora e produtora Jennifer Souza, natural do estado de Minas Gerais e com trajetória artística traçada junto a alguns novos destaques da música brasileira, apresenta agora as músicas do seu primeiro disco solo, ainda em fase de produção, "Impossível Breve". Integrante da banda Transmissor, parceira de artistas locais e com um extenso trabalho musical no cenário da cidade de Belo Horizonte, ela revela a essência suave de sua verve autoral em uma produção de nove canções, costuradas milimetricamente com sons, palavras e narrativas pessoais. Idealizado e composto dentro do universo bucólico do bairro de Santa Tereza - reduto de Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes e todo o movimento do Clube da Esquina - o álbum transitará entre a música mineira, folk, jazz, rock e o pop refinado. No palco, ela é acompanhada pelo baixista Frederico Heliodoro, pelo baterista Felipe Continentino, pelo saxofonista Jonas Vitor, pelo trombonista João Machala e pelo guitarrista Henrique Matheus. Além da carreira musical, Jennifer Souza é produtora da Mostra de Cantautores, encontro intimista de novos compositores da música brasileira na cidade de Belo Horizonte. / www.jennifersouza.com / www.transmissor.tv

autor1Luísa Rabello

RAFAEL MARTINI

Pode ser ouvido em boa parte da atual produção autoral de Minas Gerais. O piano e os arranjos de Martini sempre deixam sua marca, muito pessoal e característica, de um instrumentista criador, livre e podem ser ouvidos em grupos como “Quebrapedra”, “Ramo”, “Misturada Orquestra” e nos trabalhos de artistas como Kristoff Silva, Mestre Jonas, Titane, Renato Motha e Alexandre Andrés. Sua estreia solo, com o disco “Motivo” traz suas marcas mais características: o livre trânsito entre a canção e a música instrumental. Arranjos muito bem construídos unidos à livre improvisação, apresentados em uma formação que conta com o colorido de seu piano, além de sua ação como arranjador e compositor refinado. Compositor, arranjador, pianista e multi-instrumentista, Rafael Martini coleciona vitórias em alguns dos prêmios de composição de música instrumental mais importantes do país como: o recente Prêmio BDMG Instrumental (2012), premiação que obteve pela segunda vez na carreira, e no qual ganhou ainda o prêmio de melhor arranjo; O 1º lugar e o prêmio de melhor arranjo no 1º Festival Instrumental de Guarulhos (2007); o Prêmio BDMG Instrumental (2004); e o Prêmio Nacional IBEU de composição para Big Band. / www.rafaelmartini.com

15 Outubro | Sábado

autor1Luísa Rabello

THIAKOV

Do apogeu ébrio de uma noite de bebidas russas nasceu THIAKOV. A partir dali, o antropofagismo ganhou mais um aliado e o cenário musical de Belo Horizonte, outro talento. Agora é chegada a hora para os que ainda desconhecem o experimentalismo sonoro do multistrumentista, compositor e cantor THIAKOV. Ao olhar para o trabalho que será entregue ao público nos próximos dias, THIAKOV considera que o projeto é mais abstrato que concreto. “Lido mais com o inconsciente que com o primeiro plano. Me expresso musicalmente e me apoio no fato de ter desenvolvido ao longo dos anos da linguagem poética”. Da política ao amor. Do temor à esperança e o furacão, o músico releva que seu processo de criação é difuso e que cada faixa comprime a sensação única do seu primeiro compasso. “Componho o tempo inteiro e hora nenhuma. Às vezes me sento para colocar tudo no violão e organizar as idéias que vêm vindo durante a vida cotidiana. Por enquanto me concentro nisso”. E à nós resta a contemplação desse trabalho e o divertimento que ultrapassa os limites de qualquer radar. / www.soundcloud.com/thiakov

autor1Sylvio Coutinho

ALEXANDRE ANDRÉS

Cantor, violonista, flautista, compositor e arranjador, o músico Alexandre Andrés vem sendo reconhecido como um dos artistas mais promissores da nova geração em Minas Gerais. Alexandre Andrés vem desenvolvendo um trabalho criativo intenso, tanto na música instrumental quanto no terreno das canções, feitas em parceria com o letrista mineiro Bernardo Maranhão e registradas no primeiro CD de Alexandre, “Agualuz. Em 2009, Alexandre Andrés foi duplamente vencedor no Prêmio BDMG Instrumental – um dos mais importantes do país – tendo alcançado o primeiro lugar nas categorias “Melhor Arranjo” e “Melhor Composição.” No mesmo ano, Alexandre foi um dos ganhadores do Prêmio Natura que abriu caminho para uma reedição aprimorada do CD “Agualuz” e uma turnê nas principais cidades mineiras. As canções do CD “Agualuz”, todas com música de Alexandre Andrés e letras de Bernardo Maranhão, dialogam com o melhor da tradição da música popular brasileira, sem perder de vista o frescor, a leveza e a inovação, destacando-se pela riqueza dos arranjos e harmonias e ainda pelo encaixe caprichoso entre melodia e letra. O CD Agualuz traz, além de Alexandre Andrés na voz, no violão e nas flautas, um time de convidados muito especiais, entre eles Mônica Salmaso, André Mehmari, Regina Amaral, Artur Andrés, Kristoff Silva, grupo Uakti, grupo Diapasão, entre outros. / www.soundcloud.com/alexandre-andr-s

16 Outubro | Domingo

autor1José de Holanda

FLAVIO TRIS (SP)

É cantor, compositor e multi-instrumentista. Longe de estar morta, a canção é a linguagem adotada pelo jovem paulistano no íntimo processo de transformar sua realidade e ilusão em arte. Tris não se acanha em resgatar a viva tradição das canções dos “anos de chumbo” e toda a metafísica visionária que lhe sobreveio: bebe em ambas as fontes e delas extrai sua própria identidade. Provoca o ouvinte a olhar para fora, em seguida o instiga a buscar dentro de si o sentido daquilo que se percebe e sente. Ao universo da canção popular, agrega o transe monocórdio da música indiana e o pulso etéreo do fusion, evoca os timbres da psicodelia sessentista ao mesmo tempo em que se vale da influência harmônica da música clássica ocidental. Nesse templo, atmosferas sonoras antigas e modernas se entrelaçam e dão corpo a um lirismo de conteúdo atemporal. Em seu altar convivem Gilberto Gil e Miles Davis, Claude Debussy e Ravi Shankar, Beatles e Astor Piazzolla, Baden Powell e Bob Dylan. Dessa soma resulta enfim o universo sonoro de Flavio Tris: música sem tempo, isto é, música do tempo presente. No início de 2011, lançou de forma independente seu primeiro EP, produzido em conjunto com Mauricio Maas e Tchelo Nunes. / www.flaviotris.com

autor1Marco Antônio Gonçalves

LUIZ GABRIEL LOPES

Luiz Gabriel Lopes é um cancionista que hoje vive em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. É vocalista e um compositor do grupo Graveola e o lixo polifônico, com quem tem três albuns lançados e turnês realizadas em diversos países da Europa, festivais na região de Araraquara e comunidades brasileiras em Massachussets - USA. Em 2010 lançou seu primeiro trabalho solo, o disco “Passando Portas”, composto e gravado em Lisboa, Portugal. Integra também o trio TiãoDuá, que acaba de lançar seu primeiro álbum e nos últimos dois anos realizou mais de 60 shows no velho continente. / www.soundcloud.com/lglopes